segunda-feira, 5 de novembro de 2012

A Vidente

Postado por Sarah Potter às segunda-feira, novembro 05, 2012
Oiiii
Eu já estava interessada nesse livro já faz algum tempo e quando a Avon lançou o livro por um preço quase excelente eu não hesitei em compra-lo. Pena que os livros da Avon são em versão paperback e não veio a fitinha azul que a editora Lua de Papel acrescentou como marcador de paginas. Mas a foto da capa do livro é linda e a lombada fica perfeita na minha estante!
A Vidente é um livro de romance histórico e, apesar de não ter lido muitos livros nesse gênero, é um tema que me agrada muito. Chloe Wherlocke se vê tendo que ajudar a salvar um bebê que foi deixado para morrer no leito de morte de sua irmã enquanto o seu verdadeiro sobrinho, nascido morto, foi levado como uma troca para que Lady Kenwood não deixasse que o Conde Julian soubesse que teve um herdeiro que nasceu vivo, forte e saudável. Chloe soube desde o inicio o que teria que fazer. Pois ela é vidente (ninguém nem imaginava!).
Ela acaba cuidando da criança, Anthony, por alguns anos até que seu pai esteja pronto para saber de toda a verdade sobre seu filho que estava vivo o tempo todo e que a própria mãe do garoto tentou descarta-lo. Fora as varias traições de sua esposa que todo tempo planejou sua morte junto com seu tio, um de seus amantes. E Chloe além de cuidar de Anthony, passa também a se dedicar a ajudar seu primo Leo a salvar Julian que tem sido vítima de vários atentados contra ele. 
Julian passa a saber de tudo depois de mais uma vez ser salvo por Leo e Chloe quando saía de um bordel, bêbado. Chloe passa a cuidar dele e uma forte atração nasce entre os dois. Isso enquanto planejavam como derrotar seus inimigos.
Os personagens foram bem elaborados e bem descritos. Chloe é uma garota forte e não se importa muito com os valores que a sociedade impõe. Julian é o anti-herói que se transforma ao decorrer do livro. Anthony é muito fofo e é descrito como uma criança mesmo, apesar de as vezes parecer mais maduro. Leo é muito inteligente e calculista e, como toda a linhagem dos Wherlock tem um dom, ele simplesmente pressente as coisas. Modred aparece brevemente para atiçar a atração entre o nosso casal principal, apesar de ele ser um personagem secundário fez grande diferença no livro assim como vários outros também.
Eu gostei da narrativa do livro, é formal, prática e fácil de ler. 
E, apesar da minha idade, eu recomendo a leitura para adultos por ter cenas um pouco eróticas, por assim dizer. Um leitor mais jovem e experiente nesse tipo de leitura pode arriscar porque o livro é realmente interessante, sensual e envolvente apesar do final esperado.
''Não se pode prever uma grande paixão... e amar é sempre arriscado.'' 
Beijos de uma vidente...

1 comentários:

Daiane Soares on 5 de novembro de 2012 15:02 disse...

seguindo flor
http://blogdaianesoares.blogspot.com.br/

Postar um comentário

 

Era Uma Vez Alguma Coisa Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos